Tecnologia e empreendedorismo: como empreender no mercado de tecnologia?

Negócios relacionados à área de tecnologia estão entre os que mais crescem, mesmo em momentos de crise econômica. E isso é até fácil de entender — afinal, o uso de equipamentos e sistemas avançados é um elemento-chave para ampliar a produtividade das organizações. Por isso é que a união entre tecnologia e empreendedorismo é uma tendência que dificilmente desaparecerá.

Pensando nisso, desenvolvemos este artigo para mostrar que você também pode ser um empreendedor do setor de tecnologia e obter ótimos resultados. Além de conhecer as vantagens de investir nesse mercado, veremos quais características você precisa desenvolver e quais cuidados de e tomar antes de abrir o seu próprio negócio. Continue lendo para conferir!

Quais são as vantagens de investir no mercado de tecnologia?

Sabemos que a tecnologia é indispensável para que as organizações se mantenham competitivas, exercendo um papel fundamental para garantir agilidade e eficiência na utilização de recursos. Assim, quem empreende nesse setor tem uma grande possibilidade de crescimento logo no início, pois a demanda por soluções inovadores só tende a crescer nos próximos anos.

Outra vantagem importante é que, dependendo do modelo de negócio adotado, o investimento inicial em estrutura para atuar no mercado de tecnologia é bastante acessível. No caso do setor de rastreamento de veículos, por exemplo, é possível dar início ao negócio tendo apenas um endereço fixo e um computador com acesso à internet.

Qual é o perfil de quem empreende nesse mercado?

Embora não exista uma fórmula mágica para obter sucesso no setor de tecnologia, há um conjunto de características mais comuns em quem empreende nesse mercado. Vejamos algumas delas.

Empenho para adquirir conhecimento

Empreender em um negócio que envolve tecnologia significa que você precisará buscas novas informações constantemente. As técnicas, sistemas e equipamentos utilizados recebem atualizações e novos recursos em períodos muito curtos — tudo que é novidade hoje pode estar obsoleto amanhã. Por isso, os que se dedicam permanentemente ao aprendizado têm mais chances de sucesso.

Além de acompanhar de perto as tendências do mercado e as possibilidades para o futuro, o empreendedor deve investir em sua preparação como líder. Afinal o conhecimento técnico é insuficiente se o administrador deixa de aperfeiçoar suas habilidades de comunicação, gestão de pessoas e demais aspectos que contribuem para a tomada de decisão.

Capacidade de enxergar o cenário

Essa articulação entre o conhecimento técnico e as habilidades de liderança é o que garante aos empreendedores a capacidade de visualizar as oportunidades e ameaças, tanto dentro da empresa quanto fora dela. E, em um segmento que se destaca pelas transformações rápidas, é fundamental compreender seus pontos fortes para potencializá-los e captar os pontos fracos para corrigi-los.

Aqueles que desenvolvem sua visão de mercado têm muito mais chances de obter sucesso no longo prazo, pois saberão aplicar as ferramentas certas para cada momento. Assim, um bom empreendedor usa a lógica para entender as alterações no ambiente externo e estruturar a sua empresa de forma a aproveitar o que determinado cenário pode entregar de melhor.

Flexibilidade e senso crítico

A busca incessante de inovação está entre as principais características do setor de tecnologia e empreendedorismo. Por isso, o empreendedor precisa ter flexibilidade, estar aberto às mudanças. É essencial aprender a controlar os impulsos, mas sem deixar que isso limite sua criatividade.

Guia completo: tudo o que você precisa saber sobre o mercado de monitoramento veicularPowered by Rock Convert

O papel de quem trabalha com tecnologia é procurar pela solução mais viável para equacionar os problemas. Evidentemente, esse processo também requer que você desenvolva o senso crítico: muitas vezes, uma boa oportunidade de negócio pode ser identificada a partir de sinais que estão diante de todos, mas que poucos enxergam.

Além disso, a melhoria constante nos processos internos e nos fluxos de trabalho também pode vir de uma observação cuidadosa do que acontece ao seu redor.

Como posso empreender nesse mercado?

Até mesmo os profissionais que já detém as características descritas anteriormente costumam ter uma série de dúvidas quando se interessam em empreender no setor de tecnologia. Por isso, separamos a seguir algumas atitudes que você precisa tomar para planejar a abertura do seu negócio!

Entenda o seu ramo de atuação

O primeiro passo para tirar o seu projeto do papel é entender como funciona o segmento em que você pretende atuar. A falta de informações sobre o mercado é um dos principais fatores para o fechamento de um negócio, por isso, procure dados que mostrem o potencial do negócio na sua região — como o interesse do consumidor pelo produto ou serviço que você pretende oferecer e a quantidade de concorrentes.

Também é interessante pensar sobre o que a sua empresa pode ofertar como diferencial em relação a outras empresas do ramo. Esse tipo de informação será crucial para fazer o seu plano de marketing e formular estratégias de venda, ajudando a conquistar novos clientes.

Faça parcerias

Caso você não esteja tão seguro para abrir uma empresa sozinho, pode ser uma boa ideia procurar um sócio. Aliás, essa é uma saída bastante vantajosa, desde que você e o outro profissional consigam alinhar expectativas e ter visões complementares quanto aos desafios que envolvem a gestão de um negócio.

Parcerias com empresas que já atuam no setor também são um grande impulso, principalmente no começo. No caso do mercado de rastreamento veicular, a Getrak fornece aos parceiros todo o apoio necessário para quem quer abrir sua própria central. Isso inclui desde o sistema de rastreamento, passando pela compra dos equipamentos necessários, até o momento da sua instalação.

Compreenda o modelo de negócio

Uma das características mais importantes que um modelo de negócio para o mercado de tecnologia deve ter é a escalabilidade. Basicamente, esse termo define a capacidade que uma empresa tem de aumentar suas receitas sem que os custos cresçam na mesma proporção.

Isso significa que o empreendimento consegue atender um número de usuários cada vez maior, mas sem ter gastos adicionais com estrutura. Geralmente, esses modelos são capazes de gerar receitas recorrentes a partir da cobrança de mensalidades, o que os torna muito mais rentáveis.

Nesse sentido, abrir uma central de rastreamento veicular é uma excelente alternativa para quem deseja investir no mercado de tecnologia, pois reúne todas as características fundamentais, que vimos aqui, para um negócio com investimento inicial relativamente reduzido e alta lucratividade. Pense nisso!

Então, quer saber mais sobre tecnologia e empreendedorismo? Se gostou da leitura, aproveite para conferir também estas 9 razões para investir no mercado de rastreamento veicular! Essa é a sua chance de empreender no setor de tecnologia com muito mais segurança.

Powered by Rock Convert

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"