Rastreador ou seguro: qual escolher? Descubra aqui!

A aquisição de um veículo envolve um orçamento que pode ser bastante significativo para uma empresa. Por isso, é importante que esse patrimônio esteja sempre bem cuidado e protegido, para evitar problemas mecânicos ou prejuízos decorrentes de roubos, por exemplo.

O rastreador de veículos e o seguro são duas alternativas distintas, mas com objetivos parecidos. Neste post, você vai entender melhor como funciona cada uma delas, quais são as suas vantagens e o que levar em conta na hora de escolher entre rastreador ou seguro. Vamos lá?

O que é um rastreador?

O rastreador é um dispositivo de geolocalização que pode ser instalado em qualquer tipo de veículo — carros, motos, caminhões, ônibus etc. A principal função desse equipamento é indicar a localização e a trajetória do veículo no qual está instalado.

Para isso, ele usa sinais emitidos por antenas para estabelecer o ponto exato do veículo. A maioria dos sistemas usa a tecnologia GPS, mas alguns modelos também utilizam transmissores celulares ou de rádio. Os mais avançados vão além da geolocalização e fornecem também outros dados, como a velocidade do veículo, a sua movimentação e outros parâmetros, como a quantidade de combustível disponível no tanque, por exemplo. 

O que é um seguro?

O seguro veicular é um contrato firmado entre o proprietário e uma seguradora. Para que seja válido, o contratante deve pagar uma taxa estipulada pela contratada. Esse ato garante que o dono do veículo terá cobertura para possíveis prejuízos em relação ao objeto. Esses prejuízos podem ser: acidentes, danos pessoais ou a terceiros, e até roubo.

A taxa a ser paga varia em cada caso. Para definir o valor, as seguradoras analisam informações pessoais do contratante e estatísticas, como índice de roubo do modelo segurado e da região por onde ele deve circular. Com o contrato válido, o proprietário pode entrar em contato com a seguradora sempre que precisar de suporte ou em casos de emergência.

A depender da situação, será necessário pagar o valor da franquia, estipulado no documento. Geralmente, esse contrato tem validade anual, podendo ser ou não renovado. 

Quais são as diferenças entre rastreador e seguro?

A principal diferença entre rastreador e seguro é que o primeiro é um objeto que você adquire, instala no seu veículo e monitora por meio de um sistema, enquanto o seguro não é um bem físico, mas sim um acordo entre duas partes. Em resumo, o rastreador é um produto com um serviço de suporte agregado e o seguro, um serviço financeiro.

As empresas que trabalham com rastreamento oferecem suporte ao proprietário do veículo em caso de roubo. Se isso acontecer, é possível localizar o carro roubado por meio do sistema. O seguro, por sua vez, não oferece o serviço de geolocalização, mas, caso o veículo não seja encontrado, o dono receberá um pagamento referente ao seu valor de mercado, conforme estipulado no contrato.

Quais são as vantagens do rastreador e do seguro?

As duas alternativas para proteção do veículo possuem vantagens e desvantagens. Se você está em dúvida entre rastreador ou seguro, confira, a seguir, os benefícios oferecidos por cada um deles. Isso pode ajudar a tomar uma decisão!

Vantagens do rastreador

Saiba agora quais são as principais vantagens de instalar um rastreador no seu veículo ou na sua frota.

Guia completo: tudo o que você precisa saber sobre o mercado de monitoramento veicularPowered by Rock Convert

Maiores chances de recuperação

Se o seu veículo for roubado, o sistema de rastreamento aumenta muito as chances de que ele seja encontrado. O índice de recuperação é muito maior em veículos rastreados do que naqueles que possuem apenas seguro, ou que não contam com nenhum tipo de proteção. 

Não há análise de perfil

Como você já sabe, o valor de um seguro é estipulado de acordo com o perfil do proprietário e do local onde ele mora. O objetivo dessa análise é medir o quanto o indivíduo está sujeito a sinistros. Com o rastreador isso não ocorre. O valor é definido de acordo com o carro, ou seja, independe do perfil do motorista ou do proprietário do bem.

Acompanhamento em tempo real

Os sistemas de rastreamento permitem que o dono faça o monitoramento do seu veículo em tempo real. Assim, é possível saber onde ele se encontra, a qualquer momento, por meio de um aplicativo de celular — sem precisar entrar em contato com a empresa que fornece o serviço.

Baixo investimento

O valor do rastreador é acessível e relativamente baixo em relação aos outros custos para manter um veículo, como combustível e manutenção. 

Vantagens do seguro

Assim como o rastreador, o seguro veicular também oferece vantagens para quem o contrata. Confira!

Assistência 24 h

Hoje em dia, além do suporte em situações de prejuízos financeiros ou roubos, a maioria dos seguros oferece assistência 24 h para casos de emergência. Eles podem ser referentes a panes, pneus furados, problemas com a bateria e até a falta de combustível.

Suporte para terceiros

O suporte para terceiros, também conhecido como responsabilidade social, é utilizado quando o motorista causa danos pessoais ou materiais a outras pessoas. Ou seja, se você for o responsável por um acidente, o seguro arcará com as despesas do conserto do outro veículo envolvido no sinistro.

Demais serviços

Além dos serviços referentes ao veículo, muitas seguradoras também oferecem serviços de emergência para a sua residência, como eletricista e encanador. 

Como escolher entre rastreador ou seguro?

A escolha entre rastreador ou seguro pode parecer difícil, mas a análise de alguns pontos pode tornar a tarefa um pouco mais fácil. Antes de decidir, considere o uso que você faz do veículo, o risco que ele corre de sofrer um acidente ou ser roubado, as estatísticas na sua região e o custo-benefício.

E, se você não conseguir escolher entre rastreador ou seguro, saiba que não precisa tomar uma decisão. A melhor opção é sempre optar pela união dos dois. Ter um seguro não exclui a possibilidade e nem o benefício de contar com o rastreador. Nesse caso, inclusive, o valor do seguro pode diminuir significativamente. Afinal, a seguradora entende que um carro rastreado tem poucas chances de não ser encontrado depois de um roubo.

Se este conteúdo foi útil e você quer saber mais sobre como proteger o seu veículo ou a sua frota, curta a nossa página no Facebook! Lá, você fica por dentro de todos os nossos posts e acompanha todas as novidades!

Powered by Rock Convert

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"