O que saber para iniciar um negócio no ramo de segurança

Você tem as características de um empreendedor, sabe que daria certo tendo o seu próprio negócio, pensa em atuar no ramo da segurança e não sabe por onde começar? Investir em um negócio desse tipo pode ser a chave para você encontrar aquilo que faltava na sua vida profissional.

O principal motivo de você fazer isso é a possibilidade de sustentar a família com mais qualidade, ter a liberdade para estruturar o futuro dela sem precisar depender da situação do mercado de trabalho, conseguir mais flexibilidade, tempo e independência financeira.

Para alcançar esses objetivos é preciso entender como anda o setor de segurança em nosso país, conhecer o mercado e saber em que tipos de negócio você pode investir. Mas, encontrar uma informação segura sobre isso nem sempre é simples. 

Por isso, separamos neste post as principais coisas que você precisa saber para iniciar um negócio no ramo de segurança no Brasil. Quer saber quais são? Continue lendo o nosso post!

Entenda o que são os negócios no ramo de segurança

Quando falamos de negócio no ramo de segurança estamos nos referindo a diversos tipos de empresas. Elas têm em comum o objetivo de proteger a integridade física e material das pessoas, estabelecimentos comerciais e outras corporações. Esse é um setor que cada dia cresce mais no Brasil. É possível encontrar diversas formas de investimento, alguns modelos de negócios nesse ramo são empresas que focam em:

  • segurança empresarial;
  • segurança privada;
  • perícia;
  • segurança patrimonial;
  • transporte de valores;
  • artigos de monitoramento (como alarmes, câmeras, rastreadores, bloqueadores, monitoramento online, detectores de movimento, cerca elétricas e outros equipamentos).

Conheça o mercado nesse setor

O mercado em geral passa por constantes inovações e adaptações tecnológicas. Esse fato é importante para quem está pensando em investir no ramo de segurança. Afinal, ele permite que cada dia você ofereça novas funcionalidades para o seu cliente. Então, ele se sente motivo a continuar contratando os seus serviços.

Uma constante preocupação de quem quer investir nesse setor é a saturação de negócio no ramo de segurança. Mas, ao analisar os dados é possível observar que, atualmente, essa oferta é cada dia mais procurada e a tendência é que isso aumente.

Apenas no seguimento de proteção de automóveis é possível contar com o enorme número de novos veículos que são lançados todo o ano. No ano de 2017, os dados Anfavea afirmam que a produção de veículos subiu 25,2%. Ainda é possível observar que em junho de 2018 existem um número total de mais de 98 milhões de veículos registrados no DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito).

Junto a esses dados é possível observar o aumento de roubos e, consequentemente prejuízos, causados em todo o país. Um exemplo disso é uma matéria publicada na folha de Londrina afirmando que apenas no Estado do Paraná o prejuízo por roubo de carga foi de 60 milhões de reais. Essa notícia ainda afirma que o Estado tem apenas 1% das 25.970 ocorrências que foram registradas no Brasil no ano de 2017.

A partir da análise desses dados é possível afirmar que é necessária a implementação de soluções que ofereçam mais segurança para as pessoas e que esse mercado está em crescimento no país.

Saiba por que investir em um negócio no ramo de segurança

Como já falamos, investir em um negócio do ramo de segurança é uma excelente alternativa para quem quer iniciar um empreendimento de sucesso ou mesmo aumentar a renda familiar. Para entender um pouco mais sobre esse assunto, pense em uma central de rastreamento veicular. Ao montar o negócio você vai observar os seguintes benefícios:

Estrutura simples

A estrutura necessária para abrir esse tipo de negócio próprio demanda apenas 3 coisas. Elas são:

  1. endereço fixo;
  2. um bom computador;
  3. internet de qualidade;

Isso contraria a ideia de muita gente que imagina uma sala enorme cheia de operadores que estão sempre atentos aos gráficos que são transmitidos em um telão enorme. Algumas centrais, depois de anos no mercado, realmente são assim. Mas, para se consolidar no mercado não é necessário tudo isso.

Uma dica importante é procurar por uma parceria eficiente no mercado. Já é possível encontrar empresas que disponibilizar uma plataforma completa com o seu logotipo em algumas horas após o contato. Além disso, elas oferecem um treinamento para a sua equipe e indica com quais fornecedores você pode trabalhar.

Receita recorrente

Receita recorrente é um modelo de negócio onde você baseia o seu empreendimento por meio do pagamento de mensalidades. Para entender um pouco mais do que se trata pense na Netflix. A empresa disponibiliza uma plataforma online com diversos filmes, séries, documentários e outros conteúdos que você pode assistir a vontade mediante ao pagamento de um valor por mês.

Uma central de rastreamento veicular funciona de uma forma muito parecida. Você vai cobrar de seu cliente uma mensalidade, pode ser por meio de um contrato de um ano, por exemplo. Você vai instalar nos veículos do acordo o rastreador e para ter direito a usar os benefícios do serviço prestado ele pagará o valor acordado mensalmente.

Funcionar dessa maneira é um benéfico para quem está investindo. Afinal, nesse modelo de negócio é possível ter:

  • segurança financeira (mesmo em momentos de crise, tende a não sofrer muito com as baixas);
  • a fidelidade do cliente (se não pagar ele não usa);
  • a criação de pacotes de serviços atrativos ao consumidor.

Veja como abrir um negócio no ramo de segurança

Independentemente da área em que você pretende investir é preciso ter em mente que os dois primeiros anos é um período delicado. Muitas empresas, infelizmente, acabam falindo antes de completarem esse tempo. Isso ocorre principalmente pela falta de um planejamento eficiente.

Por isso, antes de decidir investir:

  • escolha um negócio que está de acordo com o seu perfil;
  • encontre os parceiros (ou sócios) adequados;
  • faça um bom planejamento;
  • faça uma busca incessante por conhecimento na área;
  • conte com a ajuda de especialistas sempre que necessário.

Essa é a receita de negócios em geral para dar certo. Mas, abordando apenas os negócios no ramo de segurança, existem alguns passos que podem ser dados. Confira!

Competitividade

A primeira coisa que deve ser feita é verificar a competitividade do mercado. Lembre-se sempre de pesquisar detalhadamente o nicho em que você pretende atuar. Uma empresa voltada para essa área precisa respeitar o foco das atividades que vai exercer.

Vale a pena fazer uma pesquisa comparando os seus serviços com aqueles que o concorrente oferece. Por fazer isso, será possível conhecer o que tem disponível no mercado e como você pode se destacar das demais empresas.

Lembre-se que não existe um negócio 100% seguro, sempre é preciso se planejar bem para que a sua empresa seja bem-sucedida e que você consiga minimizar as chances de algo dar errado no seu empreendimento.

Estratégia

Caso você opte por montar uma empresa de segurança e vigilância é preciso definir qual será o seu forte nesse ramo de atuação. Para isso, pode ser de ajuda pesquisar quantas empresas locais oferecem esse tipo de serviço e se elas focam na segurança residencial ou de empresas.

Ao tomar atitudes como essa fica mais fácil conhecer qual área de atuação tem mais demanda de serviço e onde você deve se inserir no mercado. Assim, você pode montar uma estratégia eficiente no seu negócio.

Infraestrutura

Cada nicho de negócio no ramo de segurança precisa de uma infraestrutura básica. Uma central de rastreamento veicular vai precisar de um endereço físico, um computador que não fique travando ao rodar o software e uma internet rápida.

Já uma empresa de segurança e vigilância vai precisar basicamente de uma empresa com vestiários, sala forte para guardar as armas, sala para palestras e escritórios. Além disso será necessário adquirir:

  • veículos com rádio comunicação com a base;
  • uniformes para os seguranças (bonés, botas, calças, camisetas e outros acessórios padrão);
  • equipamentos de segurança (coletes à prova de balas, algemas, armas e munições, dentre outros).

Antes de investir, vale a pena pesquisar quanto capital você tem disponível e com qual atividade do ramo você pode investir com mais facilidade. Afinal, por mais simples que seja o seu negócio, o cliente não pode perder a qualidade do serviço.

Localização

A localização de onde será montado a sua empresa também é um fator que deve ser analisado. Estude a sua região, veja onde há mais necessidade dos serviços que vai oferecer e onde a concorrência é menor. Prestar atenção nisso pode ser de ajuda na hora de divulgar os seus serviços.

Também é necessário ter um local onde você possa atuar de maneira confortável, de acordo com o nicho em que pretende trabalhar.

Abertura da empresa

É importante dar atenção aos procedimentos legais para abrir o seu negócio. A primeira coisa a ser feita nesse caso é consultar a viabilidade do nome da empresa. Depois de verificar isso você precisa verificar os demais passos de acordo com o nicho de atuação escolhido.

Trabalhar de maneira informal é um erro de quem está começando. Você fica impedido de emitir nota fiscal e outros documentos de fiscalização. Por causa disso, você pode perder excelentes oportunidades de fazer negócios. Dificilmente alguém contratará os serviços de alguém que ainda não está atuando de formalmente na área.

Equipe

Lembre-se de que trabalhar com pessoas eficientes e que defendem a mesma causa que você é importante para que o seu negócio progrida e vá para frente. Então, é importante dar bastante atenção na hora de selecionar as pessoas com quem vai trabalhar.

Guia completo: tudo o que você precisa saber sobre o mercado de monitoramento veicularPowered by Rock Convert

Definir exatamente a quantidade de pessoas que deverá selecionar para cada negócio no ramo de segurança é uma tarefa impossível. Para entender um pouco mais, pense em uma empresa de segurança e vigilância. Será preciso no mínimo uma pessoa para cuidar da parte administrativa.

Mas, quantos seguranças devem ser contratados? Tudo vai depender de como o seu empreendimento vai crescendo. A medida que mais pessoas e/ou empresas contratarem os seus serviços você deverá começar a procurar no mercado esses profissionais.

Divulgação

Depois de ter estruturado a sua empresa de acordo com o seu nicho de atuação chegou a hora de analisar como vai divulgar os seus serviços. Muitos encaram o marketing como algo caro e acabam evitando gastar com isso. 

No entanto, se as pessoas não conhecerem a sua marca fica difícil fazer negócio com alguém. Por isso, pode ser feito um investimento para anunciar na televisão, no rádio, no jornal impresso e na internet.

Uma dica importante aqui é investir em marketing digital. Essa ideia consiste em tomar ações para fazer a sua propaganda na internet. Mas, esse tipo de divulgação não é muito caro e algumas coisas podem ser feitas por você, como ter uma presença marcante nas principais redes sociais, como Instagram, Facebook e LinkedIn.

Ali também há espaço para as pessoas que contrataram os seus serviços comentem a experiência que tiveram. Incentive seus clientes a fazer isso. Assim, as pessoas que se sentirão mais confiantes ao contratar os seus serviços.

Conheça 7 tipos de negócios no ramo de segurança

Como você já pode perceber ao ler esse post, selecionar o nicho em que pretende atuar é muito importante para definir qual negócio no ramo de segurança vai abrir. Só depois de fazer isso é que vai conseguir tomar todos os outros passos para abrir uma empresa nessa área.

Para ajudar você a ver quais são as possibilidades do mercado, vamos listar 7 tipos de negócios no ramo de segurança em que você pode analisar a sua realidade e começar a investir. Quer saber quais são? Veja!

1. Rastreamento veicular

Neste mesmo post comentamos um pouco dos benefícios de abrir uma central de rastreamento veicular como a simplicidade da estrutura e o fato de ser no modelo de receita recorrente. 

Mas, como é atuação dele no mercado? Para começar é preciso entender que ele atua aumentando as chances de recuperação de um veículo roubado. A cada 60 segundos é possível identificar para onde o veículo está indo e fornecer uma localização precisa para a polícia.

Além disso, ao colocar um rastreador para carros o cliente vai poder reduzir os custos e otimizar os processos logísticos (pode verificar a velocidade, quantos quilômetros foram rodados, fazer bloqueio por meio de pane seca ou corte de energia e outras coisas).

Essa ideia é muito atrativa para quem trabalha com o transporte de cargas e deseja ampliar as chances de recuperar o bem em caso de furto.

2. Seguro veicular

O seguro veicular é buscado por pessoas que querem se proteger em caso de furto do veículo, incêndio, colisão, danos causados por alagamento, granizo, raios etc. Mas, nem sempre, o seguro cobre o tipo de reparo que o cliente deseja. Se não houver cobertura para os vidros, por exemplo, e eles forem quebrados será preciso pagar a parte o valor desse reparo.

Nesse modelo de negócio é necessário fazer uma análise do perfil de quem está contratando o seguro, levando em consideração sexo, idade, histórico, local onde mora e outros fatores, e, só então oferecer um orçamento. Ao fazer essa análise a seguradora avalia os riscos de uma pessoa bater o carro ao sofrer outro tipo de sinistro.

3. Serviço de monitoramento

O serviço de monitoramento nada mais é do que a vigilância de um sistema de segurança. Nela serão verificados se o alarme está sendo acionado (algumas empresas nesse ramo oferecem um pacote onde após um determinado período sem movimentação no estabelecimento o alarme é ligado automaticamente) e serão usadas câmeras de segurança que permitam a visualização no momento do roubo.

O monitoramento pode ser contratado por pessoas que querem proteger a sua casa e por corporações preocupadas com a segurança. A forma como é feita a execução do serviço é o principal cartão de visita desse ramo. Por se tratar de um serviço de confiança uma grande parte dos clientes da indicação de pessoas que já contrataram os seus serviços anteriormente.

4. Instalação de sistema eletrônico

Empresas desse tipo visam instalar equipamentos que não permitam a entrada de uma pessoa estranha no local. Esses equipamentos são muito usados em corporações e condomínios. Podem ser instalados:

  • catracas para controle do acesso;
  • câmeras de segurança;
  • cercas elétricas;
  • alarmes.

Quem trabalha com a instalação de sistema eletrônico geralmente tem bons parceiros que investiram em oferecer serviço de monitoramento. Afinal, uma área de atuação depende da outra.

Uma facilidade para quem decidiu investir nesse segmento de trabalho é que não é preciso ter um estoque. O instalador pode comprar os equipamentos a medida que as suas vendas forem feitas. Mas, é necessário ter um pequeno local com o sistema eletrônico em funcionamento para demonstrar para os clientes.

5. Cadeado digital

Ter acesso à sua conta bancária pela internet, ter a liberdade de fazer pagamentos e transferências bancárias é um grande conforto para muitos clientes dos bancos. Mas, junto com esse benefício, surgiu a necessidade de criar sistemas de segurança que evitem golpes. 

Uma das exigências são o uso cartões e tokens que fornecem combinações numéricas diferentes. Com o objetivo de facilitar a vida do cliente, as empresas começaram a oferecer a possibilidade de consultar esse código diretamente no celular. A combinação numérica muda em um curto período de tempo e cada acesso do cliente é feito com um código diferente. 

Quem deseja investir nesse tipo de negócio precisa conhecer bem de tecnologia e saber desenvolver aplicativos que sejam acessíveis aos celulares que estão no mercado.

6. Distribuição de sistemas eletrônicos

Os clientes dos distribuidores de sistemas eletrônicos de segurança geralmente são as empresas que fazem a instalação dos equipamentos. Nesse modelo de negócio a empresa é fornecedora de outra.

Apesar de ser uma excelente ideia de negócio é preciso ficar muito atento a qualidade do serviço que presta. Ninguém gosta de receber produtos atrasados ou defeituosos. Caso surjam problemas com frequência, as pessoas que comprar os seus produtos podem passar a procurar por outras distribuidoras.

Vale a pena lembrar que esse mercado passa por constante inovação e o dono desse tipo de estabelecimento precisa estar sempre atento as novidades para atender a demanda do seu cliente e satisfazer o consumidor final.

7. Abrir uma empresa de segurança

O acesso dentro de uma corporação é limitado as pessoas que trabalham ali e a visitas esporádicas. Mas, manter tudo sob controle não é uma tarefa simples. Por isso, muitos optam por não fazer a contratação de um pessoal e terceirizam essa parte da empresa.

Também existem aquelas que precisam de segurança pessoal e contratam uma pessoa para acompanhá-la em todas as suas atividades do dia a dia e protegê-la caso ocorra algum atentado a sua vida.

Uma empresa que oferece esses tipos de proteção precisa contar com um pessoal qualificado e bem treinado para lidar com os diversos tipos de situação que podem surgir no dia a dia do trabalho.

Fique por dentro das principais tendências do setor

É importante levar em conta que ao abrir um negócio no ramo de segurança é preciso dar atenção ao seu cliente e procurar torná-los fiéis a sua marca. Se você não fizer isso, dificilmente vai conseguir prosperar no mundo dos negócios.

Outra coisa que pode auxiliar você nesse setor o é investir em tecnologia. O mercado oferece novidades e ficar relutando a elas é um erro que pode torná-lo atrasado em comparação aos seus concorrentes.

Além do que mencionamos aqui, as pessoas estão desenvolvendo cada dia mais uma forte consciência ambiental e social. Por isso, traga esse perfil para a sua empresa de segurança. Não trabalhe com marcas que de alguma forma não respeitem isso, sempre faça o descarte correto dos materiais e procure apoiar causas sociais. Investir nessas tendências de negócios vai melhorar a sua imagem no mercado.

Conhecer o setor segurança antes de investir nele é fundamental para que você alcance o sucesso que tanto deseja. A medida que você coloca em prática as dicas que mencionamos você verá que montar o seu negócio no ramo de segurança não é algo tão difícil como muitos imaginam. Na verdade, essa pode ser a sua chance de realizar o sonho de empreender sem fazer um alto investimento.

Gostou de descobrir o que é preciso para iniciar um negócio no ramo de segurança? Quer fazer um investimento desse tipo? Entre em contato conosco, teremos prazer em ajudar você!

Powered by Rock Convert

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"