Afinal, é melhor abrir uma franquia ou um negócio próprio?

Ter um perfil empreendedor, dar boas ideias que não são aceitas no trabalho e sentir que não vai se desenvolver profissionalmente, bem como buscar por mais liberdade e querer ganhar mais dinheiro, são algumas das principais razões que motivam as pessoas a abrir um negócio.

Porém, na hora de fazer isso, é preciso parar e analisar qual é o melhor modelo: franquia ou negócio próprio. Cada uma dessas alternativas apresenta vantagens e desvantagens. Quer saber quais são elas? Continue lendo o nosso post, veja a resposta a essa pergunta e descubra se vale a pena abrir uma franquia. Boa leitura!

Vale a pena abrir uma franquia?

Ter a coragem de arriscar e começar um empreendimento faz parte do sonho de grande parte da população. Inclusive, ser proprietário de uma franquia pode ser extremamente recompensador. Veja quais são a seguir.

Suporte ao franqueado

Uma franquia é um modelo de negócio pronto e que garante a padronização do serviço. O franqueador oferece treinamentos e ensina a metodologia de trabalho ao franqueado. Ele também dá todo o suporte necessário para as pesquisas de mercado e para a implementação do negócio.

Maior segurança

O franqueado não vai precisar testar os produtos ou mesmo ter tempo para analisar com qual marca deve trabalhar. Tudo isso já foi estabelecido pelo franqueador. Ao adotar a metodologia dele, você aproveita a vantagem competitiva que ele tem no mercado.

Investimento menor em divulgação

Como já mencionamos, uma franquia já tem um nome forte no mercado. Por isso, o investimento com a divulgação não precisa ser tão intenso quanto o de alguém que está lançando uma nova marca no mercado.

Lucro mais rápido

As pessoas vão ver a marca e reconhecerão o padrão do serviço com facilidade. Por isso, a tendência é que inicialmente uma franquia venda mais e, consequentemente, seja mais lucrativa do que um negócio que começou do zero.

Redução dos valores dos produtos

Outro ponto positivo de optar por abrir uma franquia é a redução dos valores dos produtos, já que eles são todos comprados em conjunto. Quem inicia um negócio do zero tem dificuldade em negociar valores com o fornecedor, já que, a princípio, a compra será feita em menor quantidade.

Marca já consolidada no mercado

Ela oferece aos franqueados uma identidade estratégica que tem um impacto efetivo no mercado cumulativo. Megamarcas, como McDonald’s e Dunkin Donuts, já investiram milhões em suas logomarcas e o franqueado consegue aproveitar ao máximo essa imagem.

A maioria dos franqueadores já sobreviveu décadas em suas respectivas indústrias e são facilmente identificados pelo público. Sendo assim, uma marca de sucesso é aquela que é lembrada e as empresas franqueadas têm algumas das identidades de marca mais bem-sucedidas do mundo.

Retorno mais rápido

A alavancagem de pessoal e a facilidade de supervisão permitem que as organizações de franquias operem de maneira altamente rápida e lucrativa. O fato de o negócio já ter estratégias de desempenho aplicadas a todas as unidades da rede geralmente torna o tempo de recuperação do aporte mais fácil de ser calculado.

Além do mais, existem redes que asseguram esse retorno em prazos que não ultrapassam nem mesmo um ano após a abertura da franquia. De uma forma geral, essas franquias com retorno rápido são aquelas cujo investimento inicial para abertura da unidade são mais baixos.

Treinamento da franquia

Outra vantagem de ser uma franquia é que a empresa-mãe fornece treinamento para os franqueados e seus colaboradores. Programas de treinamento equipam tanto os trabalhadores quanto os proprietários com o conjunto certo de habilidades e conhecimentos para desempenharem suas funções de forma efetiva.

Isso proporciona um enorme benefício para quem empreende, já que a matriz também fornece políticas e informações aos profissionais sobre os procedimentos que são essenciais para manter as operações comerciais mais eficazes. Uma franquia também fornece aos proprietários um sistema de suporte confiável, beneficiando especialmente aqueles que têm pouca experiência com a indústria e que não têm uma grande rede de contatos.

Gestão motivada

Um obstáculo encontrado por diversos empreendedores que almejam expandir seus negócios é manter e encontrar bons gestores de unidades. Com grande frequência, um empresário passa meses treinando ou procurando um novo gerente e, depois, o vê sair ou, pior ainda, ser contratado por um concorrente. Os gestores são colaboradores que podem ou não ter um compromisso genuíno com seus trabalhos, o que torna a supervisão à distância de sua atuação um desafio.

Penetração de mercados secundários e terciários

A capacidade dos franqueados de melhorar o desempenho financeiro em nível de unidade tem algumas implicações sérias. Um franqueado típico não só será capaz de gerar receitas maiores do que um gerente em um local similar, mas também ficará mais atento às despesas.

Quais as vantagens de abrir um negócio próprio?

Começar um negócio pode ser assustador. Mas grandes recompensas aguardam empresários com sorte suficiente para criar pequenas empresas de sucesso – benefícios que você pode perder se continuar a ser um assalariado para o resto de sua vida.

Embora só você possa decidir se está pronto para deixar seu emprego e mergulhar no próprio negócio. Então, aqui estão algumas das recompensas de sair por conta própria:

Guia completo: tudo o que você precisa saber sobre o mercado de monitoramento veicularPowered by Rock Convert

Maior autonomia

Abrir um negócio próprio é uma oportunidade de lançar uma ideia inovadora no mercado. Você passa a solucionar um problema de um determinado público-alvo. Essa autonomia não é possível ao abrir uma franquia. Você não poderá mudar nada do que já foi estabelecido pelo franqueador.

Mais flexibilidade

Ao investir em um negócio próprio, não é necessário seguir regras engessadas. Você pode analisar o seu público-alvo e oferecer novos produtos de acordo com a necessidade dele sem muitos sacríficos.

Escalabilidade maior

Escalabilidade é a capacidade de crescer o negócio. Um negócio próprio dá mais oportunidades, com o passar do tempo, de expandir a empresa até para outros mercados. Uma franquia tem o tamanho limitado pelo modelo de operação do franqueador. No máximo, você poderá abrir outra loja da marca.

Identidade própria

Criar um negócio que seja a sua cara, tanto no sentido decorativo quanto em relação à solução apresentada ao mercado, é a grande vantagem de começar um empreendimento do zero. Outro ponto forte é que você pode se adaptar a como isso é aceito pelo seu público-alvo.

Possibilidade de expansão

O negócio próprio que você abriu hoje pode se tornar uma franquia no futuro. É claro que isso são planos distantes de quem está começando a investir agora, mas essa é uma realidade. Já pensou como seria ótimo a sua marca virar uma franquia?

Quais as desvantagens de investir em uma franquia?

Para saber se vale a pena abrir uma franquia, é preciso observar tanto os pontos positivos quanto os negativos. A seguir, veja quais são as desvantagens desse tipo de empreendimento.

Escolha do ponto comercial

O franqueador pode decidir não abrir a franquia por não concordar com o ponto comercial escolhido. A principal responsabilidade da escolha é dele. Isso pode mudar alguns dos seus planos.

Menor espaço para inovação

Você jamais poderá fazer qualquer alteração no produto, no serviço ou na estratégia da sua franquia. Não existe a possibilidade de deixá-la do jeito que você gostaria que ela fosse.

Pagamento de taxas e royalties

Não importa qual seja o desempenho da franquia, ela sempre terá de pagar taxas ou royalties ao franqueador. Você nunca vai deixar de pagar esse “aluguel” pelo uso da marca.

Quais são as desvantagens de abrir um negócio próprio?

Também é fundamental analisar quais são os riscos que você pode correr caso deseje começar o seu próprio negócio. Saiba quais são os principais na sequência.

Falta de suporte

Abrir um negócio próprio, muitas vezes, significa que você vai precisar procurar no mercado profissionais competentes, que tenham conhecimento para agregar ao seu negócio e sejam experts. Pessoas assim não são fáceis de encontrar.

Complexidade da pesquisa de mercado

Toda a pesquisa de mercado (melhor local para se estabelecer, informações sobre o público-alvo e sobre a concorrência etc.) é responsabilidade do empreendedor e é um processo que deve ser muito bem feito para o sucesso do negócio.

Gastos maiores

Você vai precisar de mais tempo e dinheiro para conseguir lançar uma marca que seja reconhecida no mercado. Só depois disso é que vai começar a ver o retorno daquilo que investiu.

Dificuldade em se destacar no mercado

É preciso verificar quem serão os seus concorrentes e como será possível conseguir ser notado em meio a grandes marcas. Por isso, é necessário ter uma estratégia muito bem elaborada de divulgação dos seus produtos.

Empecilhos para levantar fundos

A possibilidade de conseguir um empréstimo para quem está começando no mercado é menor do que para quem está abrindo uma franquia. Por isso, é preciso analisar de que lugar virá o dinheiro que será investido no seu empreendimento.

Como escolher entre franquia ou negócio próprio?

Como você pôde perceber, tanto abrir uma franquia quanto um negócio próprio apresenta várias vantagens e desafios. Para saber qual opção é melhor no seu caso, é preciso analisar qual é o seu perfil de investimento.

Além disso, buscar uma oportunidade com baixo investimento inicial é uma boa opção para quem está começando e não tem muito dinheiro. Lembre-se de que planejamento é o que vai ajudar a alcançar o sucesso que deseja no mercado.

Gostou deste post? Já sabe se vale a pena abrir uma franquia? Para ajudar ainda mais na decisão de abrir um negócio, leia nosso outro artigo para saber quais são os serviços mais procurados.

Powered by Rock Convert

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"