Saiba como começar um negócio do zero mesmo com os desafios existentes

Começar um negócio do zero foi a solução encontrada por mais de 52 milhões de brasileiros, de acordo com o levantamento da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), para conseguir obter lucros. Em meio a desafios, como a pandemia do coronavírus, esses números só aumentaram e caminham para recordes.

Segundo pesquisas do Sebrae, mais de 9 milhões dessas pessoas são microempreendedores individuais (MEIs). Isso mostra que coragem, reinvenção e resiliência para se adaptar a situações adversas precisam passar na frente para quem quer se manter no mercado.

Então, que tal se inspirar no exemplo desses empreendedores e empreendedoras e conhecer algumas dicas para superar os desafios e começar um negócio do zero? Continue a leitura!

Escolha mercados com mais oportunidades

Você já ouviu a frase ‘’enquanto uns choram, outros vendem lenços’’? Ela ilustra bem como alguns mercados podem ser rentáveis em meio a uma crise, enquanto outros perdem espaço. É o caso dos serviços de delivery, fabricantes de álcool em gel, produtos antivirais, rastreamento veicular, etc, durante a pandemia de Covid-19.

Para entender melhor as possibilidades da sua empresa, você deve avaliar o seu mercado por meio da análise SWOT, por exemplo. Com ela, é possível identificar de forma periódica oportunidades, fraquezas, ameaças e forças do seu negócio, o que ajuda no desenvolvimento de melhores estratégias para ter mais sucesso.

Além disso, é sempre recomendado que os empreendedores realizem uma pesquisa de mercado para entender o funcionamento e a concorrência.

Você pode encontrar materiais prontos e com informações já disponíveis, que ajudam a chegar em algumas respostas, no entanto, para informações precisas, é necessário que seja feito um estudo detalhado e personalizado para suas intenções.

Adeque seu negócio à persona

Essa etapa pode ser um dos maiores pecados dos empreendedores de primeira viagem, especialmente, os que têm visões mais tradicionais de negócio: adequar o empreendimento levando em consideração apenas o chamado público-alvo. Isso porque ele oferece informações genéricas, como idade, sexo, profissão e interesse, e é muito raso para quem pretende começar um negócio do zero.

É preciso definir personas. São personagens fictícias com base no cliente ideal e que contam com características mais detalhadas e específicas, como necessidades, desafios diários, dentre outras características.

Quando você tiver essas informações bem definidas e embasadas por meio de pesquisas, é possível adequar o seu empreendimento com base nelas. Assim, poderá criar soluções para as dificuldades da persona, além de ter os melhores argumentos e formas de atrair esse perfil específico para compra.

Por exemplo, decidir abrir um restaurante vegetariano em determinado bairro, sem antes pesquisar se existe público com interesse nesse tipo de comida, pode significar perdas de investimento.

Percebeu a importância dessa etapa? Entenda sua persona e se adeque a ela.

Entenda as oportunidades existentes

Da mesma maneira que decidir abrir um restaurante vegetariano pode significar um tiro no pé se não houver público para isso, também é possível que faça sucesso, especialmente, se houver demandas e pouca concorrência.

Estudar o mercado e o público, entendendo as oportunidades existentes, é indispensável.

Leve em consideração não apenas o que é comercializado no empreendimento, como produtos e serviços, mas também, como você divulga o seu negócio. Estude essa etapa e, se possível, conte com profissionais da área para melhor orientação.

Afinal, o que não é visto, não é desejado: saiba onde o seu público costuma estar e marque presença nesses espaços.

Um exemplo são as redes sociais que se tornam cada vez mais necessárias, não apenas para interação entre amigos e familiares, mas também, para compra de produtos e pesquisa sobre marcas.

Optar por ficar off-line pode não resultar em um bom começo, afinal, o mercado digital está bombando, sobretudo em tempos de distanciamento social.

Pense em franquias

Conforme mencionado, não existe facilidade quando o assunto é começar um negócio do zero. Porém, quando se trata de abrir franquias, que são unidades criadas a partir de uma marca original, os desafios costumam ser menores.

Primeiramente, a franqueadora precisa permitir a comercialização dos seus produtos e serviços, por se tratar de um modelo já existente. Ou seja, a empresa fornece suporte aos franqueados, especialmente, nos momentos iniciais, o que reduz incertezas e riscos de erros amadores no negócio, além de a marca já ser conhecida.

Em segundo lugar, diminui a necessidade de maiores gastos com divulgação e aumenta a segurança no empreendimento. Por fim, o investimento, nesse caso, costuma ter um retorno mais rápido.

Buque frequentar feiras e congressos

Estudar é parte essencial do sucesso no empreendedorismo.

Nesse sentido, existem feiras e congressos sobre o assunto, e até do seu mercado específico, que podem contribuir na conquista de mais conhecimento, parcerias, networking e maiores oportunidades de negócio, mesmo online.

Quer dizer, não importa se você faz o tipo lobo solitário e pretende começar um negócio do zero sem o investimento de outras pessoas. Especialmente em períodos de crise, ter uma ampla rede de contatos facilita até no momento de conhecer e fidelizar a clientela.

Em casos de pequenos empreendedores, por exemplo, os consumidores tendem a ter uma melhor relação de compra quando a marca se humaniza, aproxima e oferece a eles oportunidade de conhecer sua história.

Como você pôde perceber, as respostas para empreender abrindo um negócio do zero são mais realistas do que otimistas, já que esse universo enfrenta muitos desafios.

Então, seguindo a metáfora do copo meio cheio ou meio vazio, para ter sucesso nesse processo, encare-o com os pés no chão e com o máximo de estudos possíveis.

Agora que você acompanhou algumas dicas para ter mais sucesso ao começar um negócio do zero, que tal pensar no mercado de rastreamento veicular? Trata-se de um segmento com estabilidade e crescimento, até em momentos de crise!

O investimento inicial é relativamente baixo, tem alto potencial para inovação, lucratividade, receitas recorrentes, grande demanda da segurança veicular e muitos outros motivos.

Quer saber mais sobre o mercado de rastreamento veicular para começar um negócio do zero? Entre em contato conosco, da Getrak.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"