Warning: time() expects exactly 0 parameters, 1 given in /home/getrak/public_html/wp-content/plugins/rock-convert/inc/frontend/class-frontend.php on line 167

Central de rastreamento veicular: por que este é um bom negócio?

Você é um empreendedor nato, gosta de carro e quer ter um negócio que se torne a sua principal fonte de renda, mas ainda não sabe por onde começar? Que tal uma central de rastreamento veicular?

Abrir uma empresa desse ramo é uma oportunidade que se encaixa perfeitamente nos seus sonhos e ainda pode proporcionar satisfação pessoal e muito sucesso.

A primeira razão para esse investimento é a possibilidade não apenas de sustentar a família com mais qualidade, mas de poder estruturar o futuro dela de maneira sólida, evitando a dependência das oscilações do mercado de trabalho e das imposições de empresas que não têm um plano de carreira para os funcionários.

Além disso, o número de pessoas que optam pelo negócio próprio cresce a cada ano. A taxa de empreendedorismo no país é de 36%, segundo dados do Sebrae. Isso significa que cerca de 48 milhões de brasileiros estão envolvidos com algum tipo de empreendimento.

Outro fator importante é o incentivo para a abertura de uma companhia, ampliando as opções para regularização de micro e pequenos empreendedores.

Em 2017, o número de Microempreendedores Individuais formalizados (conhecidos como MEIs) chegou a 7,5 milhões, como divulgado pela Agência Sebrae.

Com um sistema rápido e de cadastro gratuito, o MEI traz uma série de benefícios para as pessoas que desejam abrir o negócio próprio, como emissão de nota fiscal, acesso facilitado aos empréstimos e inclusão na Previdência Social.

Agora, você deve estar se perguntando sobre as vantagens de abrir uma central de rastreamento veicular, não é mesmo?

Então, acompanhe os próximos tópicos, pois vamos explicar tudo o que você precisa saber para começar a sua própria empresa nessa área. Confira abaixo e boa leitura!

Como está o mercado de rastreamento veicular?

Investir em uma central de rastreamento veicular é muito vantajoso por conta do mercado estar em crescente expansão.

Para quem tem dúvidas, o primeiro ponto a ser observado é o aumento da produção de automóveis.

Depois de três anos seguidos em queda, o setor registrou alta de 25,2%, o que significa cerca de 2,7 milhões de veículos produzidos, segundo dados da Anfavea divulgados no G1. Com esse aquecimento do mercado, cada vez mais pessoas procuram por serviços e soluções automobilísticas.

O segundo aspecto positivo do cenário para investimento em um negócio voltado para o rastreamento veicular é com relação ao tamanho da frota nacional. Em 2016, o país registrou mais de 90 milhões de veículos, sendo cerca de 49 milhões de carros, de acordo com o Denatran.

Somado a esses dois fatores, ainda é possível destacar a alta demanda por serviços que proporcionem mais segurança para os veículos dos consumidores, seja para uso particular, profissional ou até mesmo para empresas de logística e transporte.

Segundo uma reportagem publicada na Folha, a incidência de roubo de carga no país quase dobrou e gerou prejuízo de R$ 1,4 bilhão nos últimos anos. Em alguns locais, como no Rio de Janeiro, o número de casos chega a mais de 29 por dia.

Assim, existe uma grande necessidade de sistemas de rastreamento como uma forma de proteção, segurança e recuperação dos veículos em caso de roubo.

Como funcionam as tecnologias?

As tecnologias utilizadas para o rastreamento de veículos funcionam de três formas distintas.

A primeira é a da radiofrequência, que localiza o carro por meio da triangulação de dados das antenas com o dispositivo.

A segunda é chamada de satelital, em que o receptor presente no automóvel capta e decodifica os sinais de satélites para realizar a localização.

Já a terceira, conhecida como GPRS (da sigla em inglês General Packet Radio Service), é a mais popular e barata. Inclusive, por conta dos altos investimentos e melhorias na área de telefonia móvel, essa tecnologia tem uma ampla e satisfatória cobertura.

O GPRS é diferente do GPS, sigla em inglês para Global Positioning System — ou Sistema de Posicionamento Global, em português. O GPS é apenas um módulo que permite a localização, sendo que ele está presente nas três tecnologias.

Radiofrequência, satelital ou GPRS: qual é o melhor?

Cada uma dessas tecnologias oferece vantagens, mas também limitações. A radiofrequência tem um grande alcance, independentemente de qualquer tipo de barreira física. No entanto, ela não localiza com exatidão e sim por aproximação de um antenista, por exemplo.

Por sua vez, a satelital não depende das operadoras de telefonia móvel, já que realiza a localização com os dados fornecidos por satélites. Por outro lado, o rastreamento pode sofrer interferências por conta das barreiras físicas.

No entanto, o GPRS se destaca pelo baixo custo e eficácia na localização do veículo. O sistema transmite rapidamente as informações obtidas por meio do GPS para um servidor. Assim, com um software de qualidade, é possível interpretar os dados e transformá-los em mapas de localização.

Quem deseja abrir uma central de rastreamento veicular deve informar sobre essas diferenças para os consumidores e saber identificar qual é o melhor sistema para cada caso.

Quanto custa montar uma central?

O valor investido para montar uma central de rastreamento veicular é com relação à compra dos rastreadores e ao custo fixo, sendo as demais despesas diluídas mensalmente conforme o crescimento da empresa e oferta de mais produtos.

Os preços podem ainda variar de acordo com a região e com o tamanho da frota de veículos atendidos.

No entanto, ela é considerada de baixo custo inicial em comparação com outros tipos de negócios. Na franquia, por exemplo, é necessário ter capital de giro e para instalação, e valores para a taxa de franquia. O custo pode variar muito — de R$ 25 mil a mais de R$ 750 mil.

Nesse caso, o franqueado é autorizado a utilizar a marca, o que significa que ele não pode personalizar o próprio empreendimento.

Com a central, acontece o contrário, sendo viável colocar o nome da sua empresa no sistema e ter os próprios clientes. Adquirindo o licenciamento de um bom software, rastreadores de qualidade e uma instalação de qualidade, o lucro pode chegar a 30% do valor investido.

Quem é o público-alvo de uma central de rastreamento?

Para determinar o público-alvo de uma central de rastreamento veicular, primeiramente, é preciso entender o que significa esse termo. Em qualquer tipo de negócio, o público-alvo é definido por um grupo de clientes ou organizações que tenham perfis e problemas em comum.

É possível conhecê-lo por meio da realização de pesquisas, que agruparão as características em comum desse grupo. Isso contribui para o direcionamento mais focado das ações da empresa, visando ao aumento dos resultados.

Os fatores que devem ser analisados são diversos e incluem a coleta de algumas informações específicas, como por exemplo:

  • comportamento de compra;

  • hábitos de consumo;

  • condições socioeconômicas;

  • dados como sexo, idade e escolaridade.

Iniciante ou não, qualquer tipo de negócio tem de estabelecer o público-alvo, importante passo para a organização e geração de resultados.

Por conta do crescente número de veículos e do aumento da violência urbana, principalmente com relação ao roubo e furto de carro e cargas, proprietários de automóveis e motos, e organizações de logística e transporte são os potenciais clientes de uma central de rastreamento.

Porém, é importante ressaltar que cada um deles vai ter uma necessidade diferente. O dono de um carro, por exemplo, pode estar mais interessado em proteger o próprio bem material.

Já as organizações podem buscar serviços que vão além da segurança, como o controle de velocidade, gasto de combustível, carga e descarga, verificação do desempenho do motorista, entre outros.

Por ser diversificado, o setor ainda tem clientes interessados em rastreamento pessoal, desde o acompanhamento de idosos até o controle de crianças na escola. Bastante desenvolvida na Europa e nos Estados Unidos, a modalidade vem ganhando espaço no Brasil.

monitoramento de animais também é um mercado em expansão, sendo utilizado por veterinários, pesquisadores, haras, criadores e hotéis de animais de pequeno porte, como cães e gatos.

Quais as vantagens do rastreamento veicular para o consumidor?

Como dito acima, o país tem mais de 90 milhões de veículos e, infelizmente, um alto índice de violência, o que torna imprescindível o uso de tecnologia para garantir a segurança dos motoristas e do patrimônio. Afinal, automóvel é um investimento caro e precisa ser protegido.

Assim, ao utilizar um serviço de rastreamento, o consumidor opta por uma excelente maneira de se proteger e economizar, porque aumenta as chances de localizar e recuperar o veículo em caso de roubo.

Além disso, o consumidor de uma central de rastreamento veicular pode contar com uma série de benefícios acessíveis e que cabem dentro do orçamento. Abaixo, listamos as 10 principais vantagens:

1. Atendimento personalizado

Ao escolher uma central de rastreamento, o cliente receberá um atendimento personalizado, focado em cada uma de suas necessidades. Isso inclui tanto o uso de um aplicativo de monitoramento.

2. Rastreamento 24 horas

Com o rastreamento, o cliente está protegido 24 horas por dia e o carro pode ser localizado a qualquer momento. O monitoramento é feito em tempo real, sem nenhum tipo de interrupção, de forma a garantir mais segurança.

3. Programação e controle de rotas

A programação e o controle de percursos e trajetos também fazem parte da lista de benefícios obtidos com o uso de rastreadores. É vantajoso tanto para mapear rotas feitas por um carro quanto para o planejamento de caminhos que devem ser feitos por frotas de caminhões ou ônibus.

4. Monitoramento da velocidade

Os limites de velocidade devem ser respeitados por todos, não só nas vias dentro das cidades, como também em estradas.

Uma das funções do rastreador é monitorar e ajudar a controlar a velocidade, alertando o motorista enquanto ele dirige e auxiliando a evitar a incidência de multas.

Isso é muito importante, já que o excesso de velocidade é o principal motivo de infrações no trânsito no país. De acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), são registradas por ano mais de 13 milhões de infrações por dirigir acima do limite permitido.

5. Telemetria avançada

A telemetria permite medir e acompanhar diversas funções do veículo durante um trajeto. É um instrumento que pode ser utilizado para carros, motos, caminhões, ônibus, veículos agrícolas, mercadorias, contêineres, dentre outros.

O consumo de combustível, por exemplo, é uma das variantes que podem ser monitoradas com a telemetria avançada. Com isso, ficará mais fácil gerenciar e controlar os gastos com gasolina, álcool ou diesel.

6. Controle de carga e entregas

O sistema de rastreamento é fundamental para empresas que realizam transporte de cargas ou encomendas.

Com ele, é possível acompanhar o trajeto, se a entrega foi feita no prazo determinado, e a abertura de compartimentos para carga e descarga. Isso garante um processo mais eficiente e rápido, evitando desvios.

7. Cercas eletrônicas inteligentes

O uso de cercas eletrônicas — também conhecidas como sistemas de bloqueios — é outra vantagem que o rastreamento oferece para o cliente. Dessa maneira, é viável determinar uma área para circulação do veículo. Se ela não for cumprida, o proprietário será notificado.

8. Comunicação integrada

Todos os benefícios acima funcionam por meio de uma comunicação integrada. O sistema notifica o usuário de acordo com os serviços contratados por ele, conforme as necessidades específicas. Por exemplo, o rastreador informa quando o veículo precisa passar por manutenção ou se algo não está funcionando bem.

9. Redução de custos

Uma grande vantagem do rastreamento é a possibilidade de melhorar a gestão, principalmente para empresas que fazem transporte, entrega e logística.

Um sistema de qualidade é capaz de identificar rotas ineficientes, onde perde-se tempo, ou até mesmo falhas na geração de resultados. Assim, é possível reduzir os custos com procedimentos ineficazes.

Guia completo: tudo o que você precisa saber sobre o mercado de monitoramento veicularPowered by Rock Convert

10. Aumento da produtividade

Por meio de relatórios precisos e de simples compreensão, o rastreamento ainda contribui para o aumento da produtividade, já que a empresa conseguirá identificar melhor e corrigir de forma mais eficiente os problemas na produção e prestação de serviço.

Como visto acima, são inúmeros os benefícios que a central de rastreamento veicular pode oferecer para os consumidores e as organizações.

Por esse motivo, quem opta por investir nesse negócio tem enormes chances de ter sucesso com o empreendimento e ganhar bastante dinheiro.

O que é preciso para montar uma central de rastreamento veicular?

Agora que você já sabe mais sobre o mercado, como os dispositivos funcionam, quem é o público-alvo e os benefícios para o consumidor, é importante entender o que é necessário para abrir uma central de rastreamento veicular e iniciar o negócio.

Para começar, defina qual será a área de atuação. Como o mercado é bem amplo, é possível atuar monitorando frotas de empresas ou oferecendo apenas serviço de localização. Se está em dúvidas quanto a isso, opte por um software que seja mais diversificado e permita as duas opções.

Escolher uma plataforma de confiança também é fundamental. Por isso, opte por aquelas que já são renomadas e que permitam a personalização com a marca da sua própria empresa.

Lembre-se de que o sistema é o coração do seu negócio, pois capta todas as informações dos rastreadores para a medição e elaboração de relatórios.

Depois, é preciso seguir alguns passos simples, como os destacados abaixo:

  • compra dos rastreadores: eles podem ser adquiridos por meio de fornecedores ou diretamente com o fabricante. Plataformas conhecidas no mercado oferecem as melhores condições para compra de equipamentos;

  • escolha dos chips para comunicação: para o rastreamento feito por GPRS ou com sistema híbrido, é preciso adquirir chips que serão instalados nos rastreadores;

  • instalação: por fim, os rastreadores devem ser instalados nos veículos.

  • Além disso, será preciso uma boa conexão de internet e da sua disposição para fazer o negócio crescer. A principal vantagem é que você pode começar sozinho ou com a participação de um integrante da família. Isso porque você pode terceirizar o atendimento 24 horas personalizado para o seu cliente.

Quais os principais desafios de se abrir uma central de rastreamento?

Começar um negócio na área de rastreamento veicular é muito vantajoso, mas também apresenta certos desafios a serem vencidos pelo empreendedor. A burocracia para a abertura e registro da empresa é um deles.

No país, os empreendedores enfrentam dificuldades para lidar com obrigações que estão fora do próprio negócio. Para reverter esse quadro, o Sebrae firmou convênios com o governo federal e o Banco do Brasil, buscando reduzir a burocracia e facilitar o acesso ao financiamento.

Assim, micro e pequenas empresas terão acesso a um total de R$ 8,2 bilhões. Além disso, haverá investimento de R$ 200 milhões para informatizar sistemas de gestão das companhias, de acordo com divulgação do Sebrae.

Outro desafio comum de quem decide abrir um negócio é lidar com as questões financeiras da empresa, principalmente sob os efeitos da crise econômica. Para enfrentar isso, vale a pena investir em cursos de formação, buscar mais conhecimento ou até mesmo ajuda especializada.

Por fim, a inovação também é um fator desafiante. Para superá-lo, é necessário pesquisar a fundo as necessidades dos próprios clientes e focar soluções simples, de acordo com as especificidades dos consumidores.

Quais as vantagens de investir o capital em uma central de rastreamento veicular?

Diante do que vimos até aqui, investir em uma central de rastreamento é uma excelente opção para fugir das armadilhas do mercado e das crises recorrentes pelas quais o país tem passado.

Para se prevenir para o futuro e garantir mais estabilidade financeira para você e sua família, entenda quais são as vantagens que fazem valer a pena esse investimento.

1. Mercado lucrativo

Com o aumento da frota de veículos, tanto de passeio quanto para profissionais, o mercado de segurança tem apresentado crescimento significativo nos últimos anos.

Isso é motivado por um dado alarmante divulgado pela Susep (Superintendência de Seguros Privados), em que o índice de veículos roubados (IVR) no Brasil chega a 400 mil por ano, apresentando um prejuízo de cerca de R$ 1 bilhão.

Por isso, as empresas de rastreamento estão lucrando alto com a procura, já que o sistema de trabalho não é complicado e não requer mão de obra especializada. Vale a pena investir nesse mercado!

O lucro será proporcional ao trabalho investido. Na prática, isso quer dizer que, se você fizer com que seus clientes estejam satisfeitos e novos consumidores forem entrando para sua carteira, você estará aumentando os lucros constantemente.

Depois do investimento inicial, quanto maior for o número de clientes, maior será o lucro, sem que seja preciso aumentar os valores investidos, já que o monitoramento será com os meus equipamentos, por isso esse é um mercado tão lucrativo.

2. Crescimento acima da média dos negócios do país

O mercado de rastreamento veicular cresce acima da média, motivado pela insegurança. Cada vez mais os consumidores querem proteger os seus bens e por isso não estão medindo esforços para que isso aconteça.

A procura pelos serviços tem aumentando significativamente a cada ano. As seguradoras estão ajudando a expandir o mercado de rastreamento, já que oferecem bônus na contratação da apólice para os veículos que possuem o sistema.

O crescimento acima da média é causado pela necessidade de segurança e da diminuição de riscos com a adoção do sistema. Para frotas de veículos, o rastreamento é uma medida necessária também para gerenciar os custos e otimizar a produtividade da empresa.

3. Não precisa de uma grande estrutura inicial

O processo para abertura de uma central de rastreamento veicular é simples e fácil, não precisa de dispendiosos investimentos iniciais.

O primeiro passo é adquirir uma plataforma para atender as necessidades do sistema de rastreamento que você está montando. Isso é fácil, já que é um serviço realizado pela internet. Ou seja, você precisa de um computador conectado à internet.

Os equipamentos oferecidos ao cliente podem ser desde um GPS com chip de rastreamento ou até mesmo um dispositivo de rastreamento com armazenamento de dados, isso vai depender das características de serviço que você oferece aos seus clientes.

Com essa estrutura pronta, você já pode entrar em operação. Não demanda de maiores investimentos e você poderá atender um grande número de clientes com essa base. A partir do aumento da carteira, é possível investir na oferta de novos serviços, como por exemplo, monitoramento 24 horas.

4. Poder montar central de rastreamento home office

Essa estrutura básica pode ser montada em um escritório na sua casa, sem a necessidade de investir no aluguel de imóveis ou locais específicos para iniciar as suas atividades.

A central de rastreamento não recebe a constante visita de clientes, já que a prospecção pode ser feita usando a internet. Hoje a maioria dos consumidores prefere as buscas pelas redes e fechar um negócio sem precisar visitar diversas lojas.

Quanto a entrega e instalação dos equipamentos nos veículos dos clientes, você poderá ir até a casa ou trabalho do seu contratante para finalizar esse procedimento.

Por isso a estrutura é tão simples e lucrativa, você só precisa do computador, sistema de rastreamento e da internet. Pronto, você pode empreender do sofá da sua sala, sem maiores dificuldades.

5. Possibilidade de payback em curto prazo

Na prática, o payback é o tempo de retorno para que você consiga pagar o seu investimento inicial. Para calcular esse prazo, você precisa levar em consideração o seu fluxo de caixa, ou seja, a previsão do quanto você irá ganhar com a sua empresa em funcionamento.

Vamos fazer um cálculo prático do quanto você precisa investir para abrir a sua central de rastreamento veicular e entender o quanto de tempo você precisará para ter o retorno do seu investimento.

Se você fizer um investimento inicial de R$ 20 mil para montar seu sistema de trabalho e tiver uma projeção de fluxo de caixa (ganhos) médio de R$ 2 mil. A conta é simples: 20.000/ 2.000 = 10 meses.

Ou seja, em menos de 1 ano você irá conseguir pagar o seu custo inicial, com isso, depois desse período, você apenas irá lucrar com a sua empresa.

Claro, as estimativas de lucro vão depender da quantidade de clientes que você terá em sua carteira. Pelo crescente mercado, é possível que essa média de fluxo de caixa seja ainda mais alta, reduzindo o tempo de retorno do seu payback.

Faça a previsão dos seus gastos fixos e variáveis, desenhe os cenários de crescimento da sua empresa e você irá entender que empreender na área de rastreamento veicular é uma boa oportunidade de negócio.

6. Baixo investimento em recursos humanos

Essa é outra excelente vantagem para quem quer empreender com baixo investimento. Para iniciar as atividades no ramo de rastreamento veicular não é preciso contratar funcionários. Você mesmo pode atender os seus clientes.

Como o rastreamento é feito por meio de um sistema na internet, você pode cuidar dos veículos dos seus clientes até mesmo do seu celular. É preciso apenas fazer um treinamento inicial, caso você não tenha familiaridade com a instalação do dispositivo de rastreamento e as suas configurações.

A medida que a empresa for crescendo e o número de clientes comece a aumentar, você poderá investir na contratação de novos prestadores de serviço.

Quais os bônus de se ter uma central de rastreamento consolidada no mercado?

Se você está planejando abrir um negócio, saiba que, ao optar por um sistema de rastreamento consolidado no mercado, sua central terá inúmeros benefícios. A razão disso é que, mesmo sendo iniciante, ela já nasce grande, pois o software é oferece os mesmos recursos que uma empresa já consolidada oferece.

Também podemos citar outras vantagens de adquirir uma tecnologia renomada. Por exemplo:

  • capacitação das centrais iniciantes: funciona como uma incubadora dos negócios que estão começando, fornecendo treinamento e toda a orientação necessária para que as centrais atuem de forma plena e tenham sucesso;

  • fornecimento de ferramentas de gestão: um bom sistema deve fornecer uma plataforma para que cada central possa fazer a gestão adequada, gerando boletos, controlando a inadimplência e administrando pagamentos online e feitos com cartão de crédito;

  • ampla oferta de serviços: um aspecto muito positivo é a plataforma oferecer serviços extras, não somente a parte de rastreamento. Seguro veicular em caso de roubo e assistência 24 horas para motos, carros e caminhões são alguns exemplos. Com isso, é possível aumentar a receita do negócio;

  • aplicativos para celular: em um mundo cada vez mais conectado, o uso de aplicativos para celulares torna-se algo corriqueiro na vida das pessoas. Fazer parte de um sistema que transfira os dados de rastreamento de forma individualizada para cada usuário é um diferencial muito valorizado pelos consumidores;

  • comunicação facilitada: a comunicação é um fator fundamental para quem deseja abrir uma central de rastreamento veicular. Utilizando software de uma companhia reconhecida e confiável, os canais de troca de informações e envio de dúvidas estão sempre abertos. Por isso, verifique se isso é possível por diferentes meios, como presencialmente, por telefone, e-mail ou chats;

  • experiência na área de atuação: uma empresa experiente, com anos de atuação no mercado e uma vasta gama de clientes, transfere todo esse know-how para as centrais licenciadas, impulsionando ainda mais os resultados delas.

Porém, diante de tantas plataformas, qual é a melhor escolha? Se você deseja abrir uma central com segurança e garantia, verifique as condições de contrato e a quantidade de serviços oferecidos pela plataforma.

Outra boa dica é procurar feedback de outras centrais e, inclusive, dos próprios clientes, pois isso contribui para formar a sua avaliação e fundamentar sua escolha.

Também vale a pena observar se o sistema está acompanhando as últimas novidades da área, tanto tecnológicas quanto com relação à legislação.

Getrak, por exemplo, se destaca pelo pioneirismo, sendo referência internacional em tecnologia e infraestrutura para empresas do setor. Ela conta com uma equipe de gestores com mais de 15 anos de experiência em desenvolvimento web e garante segurança total com relação aos dados dos clientes.

Também é importante ressaltar que a companhia mineira atua em seis países e tem mais de 460 mil veículos cadastrados, o que a torna líder do setor na América Latina. Além disso, é uma das maiores em Big Data desse segmento em todo o mundo, com mais de 19 bilhões de registros online.

Assim, ao somar a sua dedicação e talento nato para empreender com uma marca que é referência no mercado, a central de rastreamento veicular terá como resultado o crescimento e muito sucesso.

Agora que você já sabe das vantagens de investir em uma central de rastreamento veicular, que tal conhecer um pouco mais sobre como montar essa estrutura? Então leia o artigo “Como deve ser a estrutura de uma empresa de rastreamento veicular?” e se prepare para empreender!

Powered by Rock Convert

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Navegação