O que ter em mente ao abrir negócio?

Empreender tem se tornado uma opção interessante nos últimos anos. Motivados pelos altos índices de desemprego ou até mesmo pelo desafio, vários brasileiros estão embarcando nessa ideia. Mas, junto com isso, vem o questionamento inicial: que negócio abrir em uma cidade pequena? Como tornar minha empresa atraente? Quais os caminhos devo seguir nessa empreitada?

São vários os fatores que mostram que abrir um negócio em cidade pequena não é uma tarefa fácil, já que o gestor lidará sempre com um público menor. No entanto, para muitos ramos de atividades, não são somente os grandes centros que trazem boas chances para o empreendedorismo. 

É preciso ter em mente que os municípios menores apresentam ótima capacidade de crescimento. Por isso, é necessário selecionar bem o local em que você vai começar a investir e verificar como os seus produtos e serviços serão aceitos pela população.

Quer saber quais são os cuidados que devem ser tomados, quais as ideias mais lucrativas e como é possível se destacar ao abrir negócio em uma cidade pequena? Então, continue a leitura deste post e conheça a melhor estratégia que preparamos sobre o assunto! 

Conheça os principais cuidados necessários

Antes de abrir um negócio, é importante estar seguro de que as ações a serem tomadas pelo gestor serão, realmente, as melhores para o desenvolvimento do empreendimento. Para isso, é essencial considerar os pontos que apresentaremos a seguir.

Avalie o mercado

A primeira coisa a ser feita é pesquisar se há espaço no mercado para o investimento que pretende iniciar. Cidades pequenas costumam contar com um determinado perfil de consumidor e, muitas vezes, o seu serviço poderá não ser bem-aceito nesses locais.

Imagine uma pessoa que quer abrir, por exemplo, um parque de diversões. Ao fazer uma pesquisa de mercado, talvez o empreendedor chegue à conclusão de que seja mais vantajoso investir em uma cidade maior e de fácil acesso.

Enquanto isso, uma pessoa que quer implementar um delivery em uma farmácia percebe que pode ser muito mais vantajoso oferecê-lo em um local menor. Afinal, as grandes redes já oferecem esse tipo de serviço em cidades maiores.

Pesquise a demanda e a saturação do serviço

Como já mencionamos, avaliar o mercado é um passo importante para ser bem-sucedido. Antes de qualquer movimento, é preciso tirar um tempo para verificar qual é a necessidade da população que reside próxima ao futuro estabelecimento. Descobrir o que eles buscam e o que não é ofertado pode ser a chave para o negócio dar certo.

Procure se lembrar de que o local já conta com serviços importantes em perfeito funcionamento. A sua proposta será capaz de agregar algum valor ou já é algo saturado na cidade? Pesquisar vai ajudá-lo a encontrar qual é o melhor investimento a ser feito.

Planeje o seu negócio

A decisão de empreender pode ser tomada diante de um impulso ou necessidade de subsistência. Por isso, muitos brasileiros simplesmente abrem o seu pequeno negócio sem pensar em mais nada, incorrendo em vários erros graves.

Por esse motivo, antes de iniciar o seu negócio, é preciso estabelecer um plano de execução, determinar a área de atuação e abrangência, definir a estrutura inicial e mensurar os passos a serem dados para o crescimento da empresa.

É nessa fase que o empreendedor busca a capacitação necessária para desenvolver o seu projeto e define quais serão as metas e objetivos finais a serem alcançados. É importante estar com o cenário da sua empresa detalhado para entender qual é o público-alvo que você atingirá com os seus negócios.

Faça os cálculos dos custos

Antes de começar a funcionar, até mesmo de tirar a sua ideia do papel, é preciso sentar e calcular todos os custos que incorrem na abertura da empresa. Não estamos falando apenas de infraestrutura e custos com pessoal, mas também dos valores para a solicitação e retirada da documentação de funcionamento.

Regime tributário

É nessa fase inicial que você precisa definir o tamanho da sua empresa, já que terá que fazer a opção por um regime tributário entre o Simples, resumido ou real. Essa decisão norteará alguns custos essenciais de impostos que serão pagos e, por isso, precisa ser definida ainda no momento da composição da ideia.

Estrutura física

Esse é outro fator importante e que não deve ser desconsiderado inicialmente. Não basta abrir um negócio no fundo do quintal, é preciso entender quais são as necessidades de trabalho e de atendimento ao mercado. A localização e a estrutura para funcionamento vão nortear os custos para abertura da empresa. Por isso, coloque todas as diretrizes no papel.

Recursos humanos

Dependendo do ramo de atuação, uma empresa necessita de um número mínimo de colaboradores para iniciar as suas atividades. Se esse for o seu caso, é precisa iniciar o processo de contratação antes mesmo da abertura das portas. Os custos com o contrato de trabalho, os salários e os benefícios devem ser definidos já na fase inicial, junto com o planejamento de abertura da empresa.

Confira algumas dicas importantes para se destacar no mercado

Abrir um negócio exige decisões inteligentes e alguns cuidados específicos. Ao fazer isso, você realizará um investimento seguro e com grande possibilidade de crescimento. 

Mas, além de se certificar de que está fazendo um bom negócio, o que pode ser feito para que ele consiga se destacar no mercado? Para ajudá-lo a descobrir a resposta para essa pergunta, separamos algumas dicas. Veja!

Opte por serviços com renda recorrente

renda ativa consiste no que o empreendedor recebe pelo trabalho realizado — ou seja: se não fizer, não ganha. A receita recorrente, por sua vez, é aquela gerada quando o gestor não está diretamente envolvido com a atividade e, mesmo assim, tem direito a uma parte do lucro.

Cabe destacar que renda recorrente não é a mesma coisa que renda permanente — conseguir ganhar dinheiro por um período, não significa que isso vai acontecer sempre. Por isso, desenvolver um sistema de trabalho é de grande ajuda para o administrador não ficar correndo atrás dos prejuízos com o seu empreendimento. Porém, com o passar do tempo, será necessário trazer novidades ao seu modelo de negócio para que ele continue lucrativo.

Aposte em serviços que utilizam tecnologia e inovação

Em cidades menores, as tendências de mercado costumam chegar um pouco mais tarde. As pessoas demoram um pouco mais para descobrir os recursos que podem facilitar o seu dia a dia.

Por isso, investir em serviços que utilizam tecnologia, que talvez ainda sejam desconhecidos no local, pode ser a chave para ser bem-sucedido e conseguir, rapidamente, a aprovação dos consumidores.

Analise o seu perfil de investimento

Outro ponto que requer atenção é a identificação do seu perfil de investimento, para que os clientes possam conhecê-lo logo. Por esse motivo, os gestores necessitam acreditar que realmente podem empreender como esperam.

Ao pensar no assunto, se notar que precisa adequar algum ponto, não hesite em fazê-lo. O aperfeiçoamento permitirá que você dê continuidade ao negócio que pretende abrir. Lembre-se de que a forma como você trata os outros diz muito a seu respeito. As pessoas não vão procurar por seus serviços caso seja rude ou não tente entendê-las.

Conheça a área em que pretende investir

Antes de abrir um negócio, é necessário reservar um tempo para estudar a área em que pretende investir.

Também vale orientar e estabelecer parcerias com empresas que possam preparar o gestor e o seu time para as tarefas que serão desempenhadas. Assim, sempre que surgir uma situação desafiadora, o gestor estará preparado e saberá, exatamente, como resolver os problemas.

Faça o que gosta

Vale a pena pensar no que você gostaria de fazer antes de abrir um negócio. Assim, as pessoas notarão que o empresário trabalha com prazer e se sentirão motivadas a contratar os seus serviços.

Caso goste bastante de carros e desenvolva uma atividade que está relacionada a isso, por exemplo, você unirá o útil (ganhar dinheiro) ao agradável (trabalhar com algo que lhe dá prazer). Não haverá dúvidas de que o seu serviço será de qualidade.

Acredite no que vai fazer

Acreditar naquilo que vai fazer também é fundamental para chamar a atenção das pessoas. Quando há confiança, a sua disposição e a forma como fala sobre o empreendimento é diferente, positiva e capaz de despertar grande interesse de seus interlocutores. Isso passará segurança de que a sua proposta representa uma inovação para a cidade.

A partir do exposto, fica claro que abrir um negócio, seja em cidade grande, seja em pequena, é um excelente investimento. Ao colocar em prática as sugestões apresentadas, você ficará cada dia mais próximo de ser bem-sucedido ao iniciar um negócio.

Entenda os fatores que devem ser analisados antes de investir

Demanda pelo produto ou serviço

Antes de investir, o empreendedor deve considerar dois pontos: demanda e área que tenha mais afinidade. Nesse contexto, algo mais específico costuma ter bastante saída e gerar bons lucros, como um escritório de móveis planejados. 

Para trabalhar nessa área, por exemplo, é preciso investir na aquisição de materiais para a decoração, explorando elementos diferenciados. A divulgação para o público também não deve ser ignorada. Em relação ao espaço da empresa, ele pode ser pequeno, uma vez que lá só será realizado o atendimento ao público.

Caso não esteja por dentro das oscilações do mercado nacional ou internacional, de acordo com o setor da sua empresa, você poderá ficar para trás e não fazer as melhores escolhas.

É necessário, portanto, saber como está a demanda e a oferta do produto ou do serviço oferecido por você — acompanhar as suas vendas é uma forma de fazer isso. Além disso, é crucial descobrir como vão as vendas da sua concorrência. Se ela estiver comercializando menos produtos ou serviços, isso pode ser outro indicador de que as coisas não vão bem.

Para resumir: conhecer como está a oferta e a demanda auxiliará o empresário a ter preços mais competitivos no mercado. Caso ignore essa assertiva, é possível que os seus produtos ou serviços estejam com um valor muito abaixo da praça ou, em outro cenário, muito acima do que a concorrência prática.

Em ambos os casos, haverá dificuldade na conversão de vendas. Por isso, o bom planejamento auxilia na hora de estabelecer a quantidade de cada produto que deve ser comprada ou produzida.

Caso a demanda esteja baixa e o empresário abasteça o seu estoque, é possível que os produtos fiquem estagnados por um período maior do que o normal. A decisão errada de ter adquirido ou produzido mais pode causar sérios prejuízos.

Concorrência na área de atuação

As empresas precisam identificar quais são os pontos fortes dos concorrentes, levando em consideração fatores internos e externos.

Altas possibilidades de investimento, localização privilegiada, principalmente em cidades pequenas, e oferta de preços competitivos podem ser qualificados como fatores internos. Já os aspectos externos são aqueles que não dependem da atuação do empreendedor, como o cenário econômico ou a demanda do consumidor.

Veja, a seguir, quatro pontos para considerar ao coletar essas informações:

  • produtos;
  • preços e vantagens da concorrência;
  • perfil do consumidor;
  • público-alvo.

Entenda que analisar a concorrência vai além de reunir informações sobre as outras empresas. A análise deve consistir em uma base para posicionar o seu negócio diante o mercado de forma estruturada. Por meio de dados e estatísticas, é possível ter uma melhor compreensão acerca das ações a serem aplicadas na rotina empreendedora.

Expectativa para retorno do investimento feito

Da mesma forma que foi realizada para as receitas, a projeção de gastos e a análise de viabilidade econômica e financeira das despesas também deve desempenhar alguns princípios. O fundamental é que devem existir despesas, custos e investimentos que comprovem a projeção de receitas.

Vamos a um exemplo simples? Imagine que seja projetada a abertura de uma pequena empresa. A expectativa de vendas tem relação com a capacidade que ela tem de produzir. Por isso, será preciso injetar investimentos em equipamentos, além de outros custos que condizem com essa projeção de demanda.

Outro exemplo é a hipótese de que seja projetada uma grande participação de mercado para o crescimento de sua empresa — mesmo em uma cidade pequena. Logo, é preciso arcar com gastos elevados em várias frentes. Propaganda e marketing ao longo do lançamento da campanha estão incluídos nesse pacote.

Vale ressaltar a importância de se projetar reinvestimentos. Uma falha muito rotineira é a de considerar somente um investimento inicial e supor que a estrutura da instituição ou do projeto não será modificada.

Planejamento e burocracia

Quando falamos sobre isso, é necessário minuciar toda parte burocrática e se planejar para ela. Pelo menos um plano de negócios é necessário, o qual possa dar suporte ao bom planejamento de vendas, das finanças e do marketing. Afinal, eles são extremamente úteis e, apoiado neles, o gestor poderá obter excelência nos resultados de forma rápida, principalmente em cidades pequenas.

Esse ponto é, aparentemente, o mais complexo. No entanto, suprindo-o, o empreendedor verá que é somente uma formalidade e que os obstáculos maiores estarão por vir.

Em relação à burocracia, é necessário percorrer alguns dos processos que apresentaremos a seguir. Acompanhe!

Registro

Na maioria dos casos, sobretudo em empresas do comércio e na indústria, deve ser feito o registro do contrato social na Junta Comercial do estado (a redação precisa ser elaborada e assinada por um advogado). O procedimento é necessário para obter o Número de Inscrição no Registro de Empresas (NIRE). Nesse momento, será definido o nome da empresa.

CNPJ

O Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) deve ser obtido na Receita Federal (na maioria dos estados, isso pode ser feito pela internet) ou por meio da própria Junta Comercial.

Alvará da prefeitura

O gestor deverá apresentar todos os documentos da empresa e os pessoais junto à prefeitura e preencher uma ficha emitida pelo próprio órgão.

Cadastro junto à Secretaria da Fazenda

Se a empresa atua no ramo do comércio ou indústria, ela deve ser cadastrada na Secretaria Estadual para contribuir com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Se for prestadora de serviços, o cadastro deve ser feito no município para a quitação do Imposto Sobre Serviços (ISS). Caso exerça mais de uma função simultaneamente, deve se inserir em ambas as instâncias.

Procedimentos de cartório

Durante as etapas, é necessário ir até o cartório para efetuar algumas autenticações, o que gera custos e mais regulação dos documentos.

Conheça que negócio abrir em uma cidade pequena

As cidades pequenas trazem lucratividade aos empresários que estão dispostos a atender os anseios da população local. Nesse caso, a concorrência vai ser menor e aumentam as chances de sucesso do negócio. Para acertar na mosca, é crucial que o empreendedor faça uma pesquisa de mercado consistente.

É preciso definir o perfil dos potenciais clientes que você busca atingir, detalhar as estratégias usadas pela concorrência, identificar os pontos positivos e os negativos, além de conhecer os seus possíveis fornecedores.

Algumas opções estão crescendo em grandes e pequenos centros, como os food trucks. A comida itinerante é uma moda que chegou para ficar! Entretanto, é preciso entender se o mercado que você pretende atuar já conta com esse estilo de venda de comida ou se você será o pioneiro.

A “gourmetização” é um processo que está acontecendo mundialmente, então essa pode ser uma excelente estratégia de empreendimento. Para quem conta com um investimento inicial baixo, mas tem a mão de obra qualificada, pode ser uma excelente opção para começar um negócio com boas chances alcançar o lucro esperado.

Para quem gosta do mercado digital, não existem barreiras territoriais! A expansão da internet e a mudança de perfil dos consumidores — que estão, cada vez mais, migrando para as compras virtuais — criou um mercado para empreender.

Montar um negócio online pode exigir um baixo investimento inicial e trazer retornos expressivos no faturamento mensal. Por isso, pense bem no tipo de negócio que você pretende abrir, e, se ele se enquadrar na opção digital, isso pode ser uma excelente economia.

Aposte em franquias

Nas cidades pequenas, o foco deve estar concentrado em atividades que apresentem resultados expressivos ou — a partir de uma análise de mercado — em soluções inovadoras. Por isso, é importante saber qual é o tipo de serviço necessário na região onde você pretende atuar.

Alguns ramos apresentam notáveis resultados em cidades menores. São eles:

  • alimentício;
  • desenvolvimento administrativo e pessoal;
  • comunicação;
  • educação;
  • vendas no setor de calçado e decoração;
  • reparos e manutenção de veículos;
  • beleza e saúde;
  • limpeza e conservação;
  • cosméticos e perfumaria.

Dentro dessa lista, separamos 3 opções que têm baixo investimento inicial e trazem um retorno financeiro interessante nos primeiros dois anos de funcionamento:

  • Franquia “Casa do Crepe”  Tem lojas em várias cidades do Brasil, principalmente em pequenos polos, e demanda um investimento inicial de R$ 30 mil. O faturamento mensal apresentado por essa franquia chega a R$ 40 mil. Por esse motivo, é indicado para quem tem um baixo orçamento inicial;
  • Franquia “Criar”  Voltada para o ramo da educação de idiomas, a escola oferece diferentes cursos, inclusive de idiomas. Indicado para cidades menores, mas com uma população jovem em fase de estudos, já que é o perfil da maioria dos interessados. Para adquirir uma franquia, é necessário o investimento inicial de R$ 17 mil, podendo gerar um retorno mensal de até R$ 25 mil;
  • Franquia “Weeze”  Essa empresa do ramo de cosméticos e perfumaria apresenta um bom resultado em cidades menores. Com lojas espalhadas por várias cidades do país, para adquirir uma franqueada é preciso investir R$ 10 mil e o retorno mensal esperado é de até R$ 50 mil.

Em resumo, abrir um negócio envolve a expectativa de gerar lucro, mas também a realização pessoal. Por isso, para seguir em frente, é importante acreditar no projeto, além de saber conter a empolgação e controlar a ansiedade. Com determinação, vontade de inovar e conhecimento, qualquer ideia pode chegar longe, dependendo apenas do planejamento e da execução do seu projeto.

Gostou deste texto? Conseguiu entender um pouco mais sobre que negócio abrir em uma cidade pequena? Tem alguma sugestão ou experiência na área? Então, deixe seu comentário e compartilhe conosco as suas opiniões e ideias sobre esse assunto!

 


Guia completo: tudo o que você precisa saber sobre o mercado de monitoramento veicularPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"